Renda Fixa: aprenda como aplicar em dois ativos em dólar - Monte Bravo

Renda Fixa: aprenda como aplicar em dois ativos em dólar

08/04/2024 às 09:06

08

Segunda

Abr

2 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

Queda da inflação, economia aquecida e cortes nos juros formam o cenário perfeito para aumentar o risco na renda fixa

Renda Fixa: aprenda como aplicar em dois ativos em dólar.

Atenção, portfólios internacionais: chegou o momento de aumentar o risco das carteiras, começando pela renda fixa global. Essa é a recomendação da gestora internacional Janus Henderson, para quem a política monetária nos Estados Unidos tem sido eficaz e o cenário está mais favorável para ativos arriscados, como os títulos soberanos de maior prazo e créditos corporativos.

“A montanha-russa que caracterizou os mercados globais de títulos desde a reabertura pós-pandemia pode chegar ao fim em breve. Isso deve incentivar quem possui grandes quantidades de dinheiro em espera a aumentar suas alocações em ativos mais arriscados. Tipicamente, a primeira parada nessa realocação são os setores mais seguros do mercado, incluindo títulos soberanos e corporativos de alta qualidade” diz o gestor de portfólio da Janus Henderson, Daniel Siluk.

Treasuries mais longos  

Jim Cielinski, chefe global de renda fixa da Janus Henderson, afirma que o primeiro aumento mais modesto a risco pode se dar no alongamento dos vencimentos dos títulos soberanos dos Estados Unidos (Treasuries). Segundo ele, muitos investidores não têm exposição a diferentes prazos, pois optaram por se concentrar em money market funds (fundos de curto prazo que remuneram de acordo com os juros federais), o que significa que terão pouca exposição ao potencial de ganhos caso as taxas diminuam. 

“Esses investidores não precisam fazer muito para aumentar o risco em taxa de juros. Concentrar-se em emissões mais longas é válido, dada a visão consensual de que o próximo movimento nas taxas de juros nos EUA e na maioria dos outros principais mercados é de queda”, diz Cielinski. 

Em portfólio de alocação internacional em fundos, o Inter apresenta uma exposição de 18% no ETF iShares 7-10 Year Treasury Bond (IEF), mesma exposição recomendada pela gestora Monte Bravo, em sua carta de abril.  

“A estrutura das expectativas está alinhada à postura do Fed, de modo que antevemos menor volatilidade nas Treasuries. A taxa dos títulos de 10 anos deve oscilar entre 4,0% e 4,25% nas próximas semanas e cair para a faixa de 3,75% a 4,0% ao longo do segundo trimestre”, diz a Monte Bravo em relatório

Confira a reportagem na íntegra: clique aqui.

Artigos Relacionados

  • 20

    Segunda

    Mai

    Entenda por que ações podem cair mesmo quando o balanço é positivo

    20/05/2024 às 12:20

    Sala de Imprensa

    Confira as ações mais recomendadas para investir

    Compartilhe

    CompartilheAs ações da Sabesp são as mais recomendadas para se investir em maio, de acordo com levantamento feito pela CNN com instituições financeiras. Foram consultados sete bancos e corretoras, que indicaram as melhores ações para investir na bolsa de valores brasileira nas próximas semanas. As top 5 mais indicadas foram: Cenário econômico O contexto econômico atual é …

    Continue lendo
  • 20

    Segunda

    Mai

    20/05/2024 às 12:03

    Sala de Imprensa

    Expectativas do cenário econômico mundial em 2024

    Compartilhe

    CompartilheO economista Alexandre Mathias, estrategista-chefe da Monte Bravo, participou como convidado do podcast Wall Street Cast para falar sobre as expectativas do cenário econômico mundial em 2024. O bate-papo foi com o Rodrigo Ferron, também da Monte Bravo. Alexandre é formado em economia pela USP, mestre em economia pela Fundação Getúlio Vargas, líder de pesquisa …

    Continue lendo
  • 20

    Segunda

    Mai

    20/05/2024 às 11:28

    Sala de Imprensa

    Análise econômica com Luciano Costa no BM&C News

    Compartilhe

    CompartilheO economista-chefe Luciano Costa, da Monte Bravo Corretora, conversou com a equipe de reportagem do BM&C News e fez análise econômica sobre as últimas movimentações do mercado com as recentes mudanças na Petrobras, também abordando o cenário político. Além do que se pode esperar da próxima presidente da empresa, antes comandada por Jean Paul Patres, …

    Continue lendo

Fechar

Loading...