Títulos Isentos: Eduardo Levy na Isto É Dinheiro - Monte Bravo

Títulos Isentos: Eduardo Levy na Isto É Dinheiro

16/02/2024 às 19:08

16

Sexta

Fev

3 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe
Logotipo da Isto É Dinheiro em reportagem com participação da Monte Bravo sobre títulos isentos.

Decisão do Conselho Monetário Nacional de restringir emissões de certificados de recebíveis e letras de crédito imobiliário e do agronegócio muda a dinâmica do segmento para os investidores

Há uma forte migração de recursos para outras formas de investimento, principalmente debêntures incentivadas de infraestrutura — títulos de empresas que possuem, por enquanto, isenção de Imposto de Renda para a pessoa física.

No primeiro dia útil após o anúncio da nova resolução, o volume negociado desses papéis no mercado secundário superou R$ 2,5 bilhões, o maior patamar em um ano.

Mas os efeitos da nova regulamentação vão além desse movimento

Para o economista Eduardo Levy, diretor-executivo da área de Mercados de Capitais da Monte Bravo Corretora, com R$ 35 bilhões sob custódia, o CMN agora sinaliza que há um redirecionamento mais certeiro para o uso do benefício tributário, trazendo assim alguns impactos para esses ativos.

Ele avalia que haverá uma diminuição inicial na captação por meio de instrumentos bancários e, consequentemente, na oferta de crédito para o mercado imobiliário e do agronegócio. 

“Essa será a tônica para o começo de 2024. Talvez menos 20% ou 30% por meio desses instrumentos que escoariam para diversos propósitos e, com essas mudanças, o CRI e o CRA passam a ser mais puros”, afirmou Levy.

Vista pelo mercado como uma medida mais disciplinar, para os CRIs e CRAs, o Banco Central (BC) proibiu a emissão lastreada em instrumentos de dívidas para as companhias que não sejam diretamente ligadas aos dois setores. 

“Possivelmente, a demanda pelos papéis existentes irá aumentar ainda mais. Já vemos isso no mercado secundário. Quem já fez a emissão ou registrou junto à CVM essas operações estão protegidas, até mesmo porque as medidas passaram a valer desde o dia 1o de fevereiro”, disse Levy.

Isso porque muitas emissões aconteciam por parte de empresas que não eram nem do agro nem do setor imobiliário.

Eduardo Levy, diretor-executivo da área de Mercado de Capitais da Monte Bravo.

“Provavelmente teremos mudanças referentes aos fundos exclusivos e fechados, que já passaram a ser tributados”, Eduardo Levy, responsável pela área de Mercados de Capitais na Monte Bravo Corretora.

Mais qualidade do tomador

Apesar de ser um impacto, Levy avalia que as limitações para a emissão desses títulos sejam uma oportunidade que criará um estímulo para o investidor pensar em outros ativos do mercado de capitais.

Isso porque a alternativa para os tomadores de crédito será o mercado de capitais e a procura por recursos irá aumentar por parte das empresas. 

“A qualidade do tomador de crédito também aumentará, isso é vantajoso para o mercado, pois dá uma robustez maior ao CRI, ao CRA e aos títulos isentos em geral”, afirmou.

Outro fator positivo com a mudança das regras, ainda segundo Levy, é a perspectiva de haver menor “abuso” por parte dos bancos. Isso porque o spread bancário decorre também da inadimplência.

Quando ela cai, as taxas para o tomador também recuam. “Em um primeiro momento, haverá menos recursos, mas acredito que isso seja compensado ao longo de 2024.

Os juros estão caindo e deverá chegar aos 9% ao ano, no final de 2024, pensando que teremos uma inflação mais sob controle”.

Leia a reportagem na íntegra no portal da Isto É Dinheiro: clique aqui.

Se preferir, você também pode conferir a entrevista publicada na versão impressa da revista:

Artigos Relacionados

  • 20

    Segunda

    Mai

    Entenda por que ações podem cair mesmo quando o balanço é positivo

    20/05/2024 às 12:20

    Sala de Imprensa

    Confira as ações mais recomendadas para investir

    Compartilhe

    CompartilheAs ações da Sabesp são as mais recomendadas para se investir em maio, de acordo com levantamento feito pela CNN com instituições financeiras. Foram consultados sete bancos e corretoras, que indicaram as melhores ações para investir na bolsa de valores brasileira nas próximas semanas. As top 5 mais indicadas foram: Cenário econômico O contexto econômico atual é …

    Continue lendo
  • 20

    Segunda

    Mai

    20/05/2024 às 12:03

    Sala de Imprensa

    Expectativas do cenário econômico mundial em 2024

    Compartilhe

    CompartilheO economista Alexandre Mathias, estrategista-chefe da Monte Bravo, participou como convidado do podcast Wall Street Cast para falar sobre as expectativas do cenário econômico mundial em 2024. O bate-papo foi com o Rodrigo Ferron, também da Monte Bravo. Alexandre é formado em economia pela USP, mestre em economia pela Fundação Getúlio Vargas, líder de pesquisa …

    Continue lendo
  • 20

    Segunda

    Mai

    20/05/2024 às 11:28

    Sala de Imprensa

    Análise econômica com Luciano Costa no BM&C News

    Compartilhe

    CompartilheO economista-chefe Luciano Costa, da Monte Bravo Corretora, conversou com a equipe de reportagem do BM&C News e fez análise econômica sobre as últimas movimentações do mercado com as recentes mudanças na Petrobras, também abordando o cenário político. Além do que se pode esperar da próxima presidente da empresa, antes comandada por Jean Paul Patres, …

    Continue lendo

Fechar

Loading...