Corretora: Monte Bravo passa pelo último rito - Monte Bravo

Corretora: Monte Bravo passa pelo último rito

22/04/2024 às 11:49

22

Segunda

Abr

2 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

A Monte Bravo Corretora de Títulos e Valores Mobiliários (CTVM) passou nesta semana pelo último crivo regulatório para entrar em atividade. O Banco Central aprovou o aumento de capital que colocou a XP na sociedade, com 45% do negócio. Nessa virada de chave de uma assessoria de investimentos para a estrutura de instituição financeira são R$ 40 bilhões em ativos, de 30 mil clientes, com um time de 550 colaboradores.

Como a nova corretora é um participante de negociação (PN) perante a B3, o que no mercado de distribuição de investimentos se convencionou chamar de corretora “light”, os serviços de liquidação e custódia seguem com a XP, uma casa “full”, ou participante de negociação pleno (PNP).

Isso significa que a Monte Bravo permanece na frente de relacionamento com os investidores, enquanto a execução das ordens continua sendo feita pela XP.

Pelo modelo aberto, a plataforma tem a prerrogativa de conhecer os clientes, processar seus dados, sem limitação de acesso para finalidades como cadastro, checagem das informações em rotinas de conformidade com a regulação (“compliance”) e avaliação de perfil de risco.

O contrato de intermediação e custódia selado entre as partes prevê a atribuição de limites operacionais, gerenciamento de margem de garantia e empréstimo de ativos pela XP.

O sinal verde do regulador ocorre após um primeiro trimestre de recuperação da captação, com ingressos de R$ 4 bilhões no período, diz Filipe Portella, também fundador e coCEO da Monte Bravo. “Nessa expectativa da corretora, a gente seguiu trabalhando e viu muito esse movimento de assessorias independentes dedicadas a investimentos se fortalecendo em relação às estruturas bancárias”, diz.

O ciclo de redução de juros e a limitação de lastro para emissão de ativos como letras de crédito imobiliário e do agronegócio (LCI e LCA) começam a trazer dinheiro novo, segundo o executivo. O tropeço do mercado nesta primeira quinzena de abril é, porém, mais um percalço.

O objetivo de alcançar R$ 100 bilhões em ativos foi jogado de 2025 para 2026. Para 2024, a meta é fechar com R$ 48 bilhões, subindo a R$ 65 bilhões em 2025. Lá na frente, os sócios não descartam converter a operação numa corretora “full”.

Com produtos exclusivos para clientes da Monte Bravo, como fundos de crédito e venda direta de ativos de tesouraria e Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), a Monte Bravo já começou a testar o que pode fazer fora da oferta da XP.

Reportagem publicada no Valor Econômico

Corretora de Investimentos: Filipe Portella e Pier Mattei - Foto: Carol Carquejeiro/Valor
Filipe Portella e Pier Mattei – Foto: Carol Carquejeiro/Valor

.

Artigos Relacionados

  • 20

    Segunda

    Mai

    Entenda por que ações podem cair mesmo quando o balanço é positivo

    20/05/2024 às 12:20

    Sala de Imprensa

    Confira as ações mais recomendadas para investir

    Compartilhe

    CompartilheAs ações da Sabesp são as mais recomendadas para se investir em maio, de acordo com levantamento feito pela CNN com instituições financeiras. Foram consultados sete bancos e corretoras, que indicaram as melhores ações para investir na bolsa de valores brasileira nas próximas semanas. As top 5 mais indicadas foram: Cenário econômico O contexto econômico atual é …

    Continue lendo
  • 20

    Segunda

    Mai

    20/05/2024 às 12:03

    Sala de Imprensa

    Expectativas do cenário econômico mundial em 2024

    Compartilhe

    CompartilheO economista Alexandre Mathias, estrategista-chefe da Monte Bravo, participou como convidado do podcast Wall Street Cast para falar sobre as expectativas do cenário econômico mundial em 2024. O bate-papo foi com o Rodrigo Ferron, também da Monte Bravo. Alexandre é formado em economia pela USP, mestre em economia pela Fundação Getúlio Vargas, líder de pesquisa …

    Continue lendo
  • 20

    Segunda

    Mai

    20/05/2024 às 11:28

    Sala de Imprensa

    Análise econômica com Luciano Costa no BM&C News

    Compartilhe

    CompartilheO economista-chefe Luciano Costa, da Monte Bravo Corretora, conversou com a equipe de reportagem do BM&C News e fez análise econômica sobre as últimas movimentações do mercado com as recentes mudanças na Petrobras, também abordando o cenário político. Além do que se pode esperar da próxima presidente da empresa, antes comandada por Jean Paul Patres, …

    Continue lendo

Fechar

Loading...