12/03/2021 às 11:34

12

Sexta

Mar

2 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo.

Durante a última semana, um dos pontos que mais chamaram a atenção foi o aumento do número de casos de coronavírus. O Brasil registrou um recorde de mortes: foram mais de 2 mil pessoas vítimas da doença.

E as perspectivas não são nada boas.

Diante deste cenário caótico, governadores de Estados como São Paulo e Rio Grande do Sul anunciaram novamente regras de restrições mais rígidas.

Em meio ao colapso no sistema de saúde, como ficam os investidores e a economia? É sobre isso que iremos falar no artigo de hoje.

Em primeiro lugar, vale destacar um pouco do racional por trás da cabeça dos gestores. Via de regra, empresas de investimentos alocam recursos ou indicam ativos de economias com boas perspectivas de crescimento. Infelizmente não é o caso do Brasil neste momento.

Muitos agentes de mercado já enxergam o lockdown como inevitável no curto e médio prazo, o que sem dúvida vai atrapalhar o desenvolvimento da economia real, que é refletida em nossa bolsa de valores.

Com isso, os riscos aumentam, as empresas listadas passam a valer menos e os prêmios exigidos passam a ser cada vez maiores, inclusive no mercado de juros.

Neste movimento, pode haver fuga de capital estrangeiro do país fazendo com que o real fique ainda mais depreciado em relação ao dólar, algo que reflete, e muito, na inflação.

Além disso, os investidores tendem a buscar ativos de países com perspectivas de recuperação melhores (e com condições mais favoráveis para enfrentar crises), como Estados Unidos e China.

É claro que a situação envolve uma série de outras questões complexas, mas o que eu pretendo, com este texto, é trazer o olhar de quem vivencia o mercado no dia a dia e dar um norte para quem quer investir.

Tudo bem, Rebeca, mas o que o investidor deve fazer neste momento?

Como eu já ressaltei aqui em diversos artigos, diversificação é a palavra da vez. Mas não qualquer tipo de diversificação, pois talvez não faça sentido investir o seu dinheiro em diversas companhias listadas na bolsa brasileira, por exemplo.

Neste momento, aplicações que refletem os mercados internacionais podem valer mais a pena. Fundos cambiais, BDRs, ETFs e contratos de dólar são alguns exemplos disso.

Se você tem dúvidas ou sabe pouco sobre esses ativos, não deixe de procurar ajuda profissional. Algumas modalidades podem embutir grande risco e é preciso conhecer a natureza de cada uma delas para não comprometer o seu futuro financeiro.

Artigos Relacionados

  • 11

    Quarta

    Mai

    11/05/2022 às 14:01

    Economia

    Web 3.0: o que é e como impacta os investimentos?

    Compartilhe

    CompartilhePor Helbert Costa, responsável pela área de inovação da Monte Bravo Investimentos Não é lá novidade que o mundo tem passado por um processo de transformação acelerado, sobretudo, no que diz respeito à tecnologia. Há dez anos ou 15 anos não ouvíamos os termos criptoativos e metaverso no Brasil, comuns no dia a dia de […]

    Continue lendo
  • 10

    Quinta

    Mar

    10/03/2022 às 13:57

    Economia

    A Rússia pode quebrar financeiramente?

    Compartilhe

    CompartilheDepois das sanções impostas à Rússia, com a incapacitação de envio de recursos através do sistema SWIFT, serviço de padronização de mensagens e informações financeiras, muitas dúvidas surgiram quanto a estabilidade econômica do país: será que a Rússia pode quebrar financeiramente? Um dos pontos mais discutidos do momento é sobre as reservas russas e se […]

    Continue lendo
  • 23

    Quarta

    Fev

    23/02/2022 às 15:32

    MB Sócios

    O que é uma Holding Familiar? Saiba se está na hora de criar a sua

    Compartilhe

    CompartilhePor Marina Gonçalves, advogada e responsável pela área de Wealth Planning na Monte Bravo  O planejamento patrimonial é fundamental para preservar, organizar e perpetuar o legado familiar. Com a devida execução, ele possibilita maior eficácia na governança, harmonia entre os membros da família, além de evitar litígios na disposição e partilha de bens, e ainda […]

    Continue lendo
Invista com a gente

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

Fechar

Loading...

Fechar

1