Economia

Por que o mercado dos EUA interfere na bolsa brasileira?

10/06/2021

Compartilhe

Quem acompanha o mercado financeiro sabe que tão ou mais importante que os indicadores nacionais são os números apresentados pelo mercado dos Estados Unidos. Mas, por que os resultados das bolsas e da economia norte-americana têm tanto impacto por aqui?

Se você pensou na globalização, saiba que isso responde apenas a parte da questão.

De fato, a virada do milênio foi marcada pela expansão das grandes potências mundiais sobre o mundo subdesenvolvido ou em desenvolvimento, de modo que uma agulha que caísse nos mercados estratégicos poderia provocar um tsunami mundo afora.

Foi o caso das grandes crises financeiras dos Tigres Asiáticos, em 1997, e da Rússia, em 1998.

O mercado global se consolidou nos anos seguintes, de modo que o impacto das grandes crises continuou reverberando nos países emergentes (vide a crise imobiliária dos EUA em 2008).

Hoje, o processo de globalização não é tão evidenciado, de modo que muitos especialistas e economistas modernos consideram que vivemos em um período de pós-globalização, com retomada inclusive de medidas protecionistas.

O fenômeno, no entanto, não é irreversível e muito menos se apresentou de maneira definitiva. Por isso, o mercado global ainda é fortemente impactado pelo que acontece nas grandes economias, sobretudo nos Estados Unidos, maior economia do mundo, e na China, potência em ascensão avassaladora.

De um modo geral, os principais índices a serem acompanhados são:

  • Dow Jones, Nasdaq 100 e Nasdaq

Indicadores das principais bolsas de valores dos Estados Unidos, apresentam o panorama das maiores empresas de capital aberto do globo, incluindo as big techs e representantes de outros segmentos econômicos em franca expansão.

  • S&P

O Standard & Poor’s 500 relaciona 500 ativos listados na bolsa de Nova Iorque (NYSE) ou Nasdaq. É considerado o principal indicador do mercado de grande capitalização.

  • Agências de classificação de risco

Essas empresas monitoram produtos financeiros e até economias globais, ranqueando as que apresentam maior segurança ou maior instabilidade para recepcionar investimentos internacionais.

Se essas agências pontuam mal o Brasil, por exemplo, pode haver fuga de investimentos estrangeiros.

  • Inflação americana

O comportamento dos preços nos EUA pode influenciar em outro indicador importante, que é a taxa de juros. Se os juros nos Estados Unidos sobem para conter a inflação, por exemplo, é provável que haja uma saída de capital de economias estrangeiras em direção aos títulos americanos, provocando pressão sobre o câmbio e elevação da Selic por aqui também.

  • PIB

A divulgação do Produto Interno Bruto dos Estados Unidos é bastante aguardada, justamente por ser considerada um farol de como vai a atividade econômica no globo por um todo. Em 2020, o PIB dos EUA fechou em queda de 3,5%, em decorrência dos danos provocados pela pandemia de coronavírus.

Além desses indicadores, é preciso ficar atento aos aspectos macroeconômicos e de política externa que influenciam nas relações comerciais entre as economias mundiais.

Se o governo americano adota políticas protecionistas, por exemplo, sobretaxando determinados produtos, os países que exportam esses produtos tendem a sofrer prejuízos. 

O consumo de commodities também é impactado pelas relações políticas e pelas medidas protecionistas ou favoráveis ao mercado internacional. Vale lembrar que o Brasil é um exportador de commodities de grande musculatura.

No ano passado, as vendas para o mercado americano representaram um volume de US$ 21,4 bilhões em negociações, representando queda de 23,7%, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior.

Sanções internacionais são outro componente importante do comportamento do mercado global.

Caso os EUA decidam sobretaxar produtos de determinados países, por exemplo, o Brasil pode ser favorecido dentro do contexto de substituição das importações. O contrário também pode ocorrer, caso a aquisição de carne do Brasil – exemplificando – seja suspensa em virtude de algum problema sanitário.

Apesar do vigor com que a China vem crescendo nas últimas décadas, os Estados Unidos ainda são o país com maior influência no mercado emergente ocidental, e acompanhar suas notícias se faz uma tarefa complexa e multidisciplinar.

Por isso é tão importante contar com assessoria especializada para guiar seus investimentos sem sobressaltos e de maneira competente.

A equipe da Monte Bravo tem especialistas com repertório e sensibilidade para entender os principais movimentos da geopolítica e da economia mundial, com repercussão de curto, médio e longo prazo nos investimentos de pessoas físicas e empresas brasileiras. 


Invista com a melhor assessoria de investimentos do Brasil

Entre em contato com a Monte Bravo Investimentos e abra sua conta!


Compartilhe

Quer saber como investir melhor o seu patrimônio?

Invista para potencializar as suas conquistas.

Leia também

  • 11

    sexta

    jun

    11/06/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #03 | CPI americano elevado: quais os seus impactos?

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 11

    sexta

    jun

    11/06/2021

    Economia

    Ibovespa em 129 Mil Pontos. O Brasil Está Mesmo no Pico?

    As últimas semanas foram bastante movimentadas no mercado brasileiro. O mês de maio foi marcado pela alta do nosso Ibovespa, que bateu a marca de 129 mil pontos no dia 02/06. Contudo, será que estamos realmente no pico? De acordo com o estrategista da XP Investimentos, Fernando Ferreira, o Ibovespa está deflacionado quando olhamos IPCA e outros indicadores. […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 10

    quinta

    jun

    10/06/2021

    MB Stocks

    Como o Brasil está reagindo ao superciclo das commodities?

    Nosso Sócio e Head de Renda Variável, Bruno Madruga, recebeuRicardo Kazan, Trader de Commodities na Legacy Capital (@legacy.capital), para uma conversa sobre: Como o Brasil está reagindo ao superciclo das commodities?⠀⁣⁣⁣⠀⠀⁣⁣⁣Veja os principais tópicos da conversa: ⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⁣⠀⠀⁣⁣⁣⠀⠀– Commodities: estamos em superciclo?;⁣⁣⁣⠀⠀– Como o investidor pode fazer esse tipo de alocação em seu portfólio;⁣⁣⁣⠀⠀– Quais commodities […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 02

    quarta

    jun

    02/06/2021

    Como Investir

    BDRs: uma solução para investir lá fora e diversificar a carteira

    Desde 2020, investidores de todos os perfis podem negociar BDRs: Brazilian Depositary Receipts, que são os títulos de empresas negociados no exterior. Até então, essa possibilidade se resumia aos investidores qualificados – aqueles que possuem mais de R$ 1 milhão em carteira. Na prática, a medida abriu mais frentes para diversificação dos investimentos, que agora […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 02

    quarta

    jun

    02/06/2021

    Como Investir

    Veja as evoluções das aplicações financeiras de maio/2021

    O mês de maio trouxe algumas mudanças no cenário econômico, mas que se manteve incerto. A aprovação do Orçamento de 2021 e o andamento da CPI da Covid-19, impactaram diretamente na retomada econômica. Sendo assim, veja abaixo o que todos esses fatores influenciaram nas evoluções das aplicações financeiras deste último mês. Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 27

    quinta

    maio

    27/05/2021

    Institucional

    Brazil Journal cobre o lançamento da nova marca da Monte Bravo

    A Monte Bravo, o maior escritório de agentes autônomos do Brasil, está reposicionando sua marca e seu discurso para um público de mais alta renda — e reiterando planos de se tornar uma corretora independente em meio ao acirramento da guerra das plataformas. “O modelo de AAI sempre foi muito útil pra gente, foi um […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 21

    sexta

    maio

    21/05/2021

    Como Investir

    Abertura da curva de juros: Como investir diante deste cenário?

    A principal função da curva de juros é atuar como uma ferramenta de projeção que mostra como o mercado precifica o risco do país. Se você já investe e acompanha o mercado há algum tempo, provavelmente já ouviu falar em abertura ou fechamento da curva de juros. Mas o quê, exatamente, isto significa e como pode […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 19

    quarta

    maio

    19/05/2021

    Institucional

    Monte Bravo anuncia tenista Bruno Soares como embaixador da marca

    A Monte Bravo, principal empresa de assessoria de investimentos credenciada à XP, acaba de anunciar o tenista Bruno Soares como embaixador da marca. A parceria, que envolve um projeto de longo prazo, consistirá no apoio em competições como as Olimpíadas de Tóquio, tendo como contrapartida a exposição da marca na mídia. De acordo com a sócia […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 19

    quarta

    maio

    19/05/2021

    Como Investir

    Quais são os fundos mais rentáveis do Brasil?

    No Brasil, a captação em fundos tem as origens mais variadas: ações, títulos de renda fixa, commodities, títulos públicos, entre outros papéis. Em 2020, o volume financeiro negociado nessa categoria caiu 8,7% – mas a expectativa é a de que em 2021 esse quadro seja revertido, com a recuperação paulatina da economia experimentada sobretudo nos […]

    Compartilhe

    Continue lendo

R. Min. Jesuíno Cardoso, 454 - 9° andar Vila Nova Conceição, São Paulo-SP, 04544-051

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

1