09/02/2022 às 15:18

09

Quarta

Fev

2 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

Por Bruno Madruga, sócio e Head de Renda Variável na Monte Bravo

O ano de 2021 foi um ano histórico em termos de IPO´s. Chegando a incrível marca de 50 ofertas públicas abertas na B3. Contudo, 2022 já começou diferente. Estamos no segundo mês do ano e já tivemos 15 desistências dessas ofertas. Mas, o que ocasionou essa mudança? 

Conforme falamos neste artigo, esta quantidade de IPO´s em aberto funciona como se fosse um termômetro para os seus investimentos. Se mais empresas estão enxergando a oportunidade de abrir capital, isso mostra que o mercado está aquecido.

Por outro lado, com a taxa Selic chegando aos dois dígitos, o cenário muda. Além disso, observando a cultura -uma vez que se trata de um investimento que, de maneira geral, tem oscilações menores – vemos que diversas empresas voltaram atrás e desistiram de abrir capital.

Afinal, na visão destas empresas, ao abrir IPO, elas estarão deixando de receber o capital desejado no momento. Para exemplificar esta situação, vamos aplicar o conceito de oferta e demanda: com os investidores mais retraídos pela taxa de juros alta, eles tendem a arriscar menos em ativos de renda variável. Portanto, as chances das empresas que estão abrindo IPO´s captarem o que desejam é menor.

Os setores que mais sofrerão com a não abertura de capital são aqueles que precisam de recursos financeiros a longo prazo, ou seja, empresas de tecnologia, varejo e construção.

Mas isto não significa que estas empresas desistiram completamente de abrir capital na B3. Existe a possibilidade de adiar um IPO e, até mesmo, captar recursos por meio de títulos de renda fixa como CRI ́s, CRA´s e Debêntures.

Quando teremos aquecimento no mercado para abertura de mais IPO´s?

Uma vez que o mercado trabalha com expectativa futura, é muito possível que o mercado comece a aquecer no segundo semestre de 2022. Tudo isso porque existe uma previsão de que, para 2023, a taxa de juros volte ao patamar de 8%. Portanto, existe uma chance real de retornarmos diversos IPO´s para o próximo semestre.

É preciso lembrar que a nossa taxa Selic já chegou num patamar elevado e não tem muito mais espaço para subir. Caso contrário, nossa economia ficará extremamente travada.

Dica para o investidor

Para quem tem o perfil arrojado – se eventualmente ainda tivermos alguma oferta de abertura de capital em andamento -, mesmo com a elevada taxa de juros, existe espaço para investimentos em IPO´s (lembrando que, mesmo assim, o risco é bastante alto).

Contudo, para o investidor menos agressivo, o momento continua sendo da Renda Fixa. E pelo menos até o segundo semestre, permanecerá assim. Por isso, é ainda mais importante manter sua carteira de investimentos atualizada e diversificada.

Fique atento a todas as oportunidades que o Mercado Financeiro proporciona.

E não esqueça: sempre converse com o seu assessor de investimentos antes de qualquer decisão.

Bruno Madruga
Sócio e Head de Renda Variável da Monte Bravo

Formado em administração de empresas, com MBA em Ações e Stock Picking pelo IBMEC. Bruno Madruga é especialista em renda variável, fundos de investimentos, fundos imobiliários e ações.

Artigos Relacionados

  • 17

    Sexta

    Jun

    17/06/2022 às 15:00

    Economia

    Fed e Copom: como os aumentos dos juros impactam os investimentos?

    Compartilhe

    CompartilheO Federal Reserve, dos Estados Unidos, e o Comitê de Política Monetária brasileiro, o Copom, anunciaram as decisões de elevar juros na última Super Quarta, dia 15. O Fed realizou aumento de 0,75 ponto percentual, para uma faixa de 1,5% a 1,75%. Este foi o primeiro e o maior aumento dessa magnitude desde 1994. Já […]

    Continue lendo
  • 30

    Segunda

    Mai

    30/05/2022 às 11:39

    Economia

    Come-Cotas: O que é e como funciona?

    Compartilhe

    CompartilhePouco apreciado por investidores e gestores, o come-cotas é um assunto bastante discutido no mercado nesta época do ano. Ele nada mais é do que uma antecipação do Imposto de Renda de quem investe em alguns fundos de investimentos específicos – especialmente os abertos. Sua incidência ocorre no último dia útil de maio e novembro, […]

    Continue lendo
  • 25

    Quarta

    Mai

    Como funcionam os ciclos econômicos no Brasil e como impactam investimentos? Entenda.

    25/05/2022 às 10:04

    Economia

    Como funcionam os ciclos econômicos?

    Compartilhe

    CompartilheOs ciclos econômicos são um dos assuntos mais importantes para o investidor. Isto porque eles são responsáveis por boa parte do direcionamento de fluxo de capitais, seja no Brasil ou em qualquer outro país. De forma resumida, compreender como funcionam os ciclos econômicos ajuda a entender para onde vai o dinheiro e como você pode […]

    Continue lendo
Invista com a gente

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

Fechar

Loading...

Fechar

1