Investimentos

Vale a pena investir em fundos imobiliários em 2021?

05/08/2021

Compartilhe

Entre os ativos de renda variável, os fundos imobiliários (FII) têm chamado bastante atenção devido à possibilidade de investimento em um ramo em franca rentabilidade, mesmo em período de insegurança econômica.

Quem está minimamente atento aos mercados de compra e venda de imóveis e de construção civil sabe que esses segmentos estão na contramão dos demais, justamente por se encontrarem muito aquecidos.

Impulsionada pelos financiamentos, a construção foi a maior geradora de vagas de trabalho em 2020, com possibilidade de crescimento de 30% em 2021.

As negociações de imóveis também cresceram – basta ver que o ITBI, imposto gerado sobre a compra e venda de bens imóveis, deu um salto nas cidades de médio e grande portes no fim do ano passado.

Várias são as razões conjunturais para esse fenômeno. A construção civil não parou em nenhum momento, por ser considerado serviço essencial. Mais pessoas dentro de casa também resultaram no aumento de pequenas e grandes reformas. A migração do pessoal das metrópoles para o interior, por sua vez, fez disparar a venda de terrenos e imóveis prontos nessas cidades.

Quem estava com recursos represados também resolveu aportá-los nesta época em edifícios coorporativos, centros de compras e prédios residenciais.

E o que isso tudo tem a ver com fundos imobiliários?

Como se sabe, os FIIs são uma possibilidade de investir em imóveis sem necessariamente comprá-los. É um caminho possível, por exemplo, para quem pretende aplicar seu patrimônio neste ramo de uma maneira mais contida, sem precisar comprar uma propriedade. 

Se em 2020 esses papéis sofreram um abalo diante das incertezas da pandemia (o iFix acumulou perdas de 10%), em 2021 começam a colher os frutos da aceleração do mercado imobiliário em plena emergência sanitária. O acumulado segue em baixa (-1,8%), porém em desaceleração menos exponencial do que no exercício passado.

Os FIIs são fundamentalmente um investimento coletivo de renda variável.

O investidor compra cotas de projetos físicos (fundo tijolo), projetos para aluguel (fundo de renda), para negociação (fundo de compra e venda), para negociação de empreendimento (fundos de desenvolvimento), para securitização (fundo de recebíveis) ou para investimento em outros fundos (fundos de fundos).

Sobre os dividendos ou no ato da venda do fundo, os cotistas recebem sobre a valorização de maneira proporcional.

Como o mercado imobiliário está aquecido, muitos fundos imobiliários aparecem como opção atraente.

A retomada gradual das atividades presenciais promete energizar novamente os setores de shoppings centers e lajes corporativas, reanimando os fundos aplicados com estes objetivos.

De quebra, com as taxas de juros ainda em baixa, os financiamentos habitacionais seguem convidativos – o que não dá pistas de que o mercado de construção e de compra e venda vá arrefecer.

Mas é preciso ficar atento a algumas questões.

Como vimos, trata-se de um investimento em renda variável. Isso significa que é preciso considerar certa volatilidade. Se o mercado imobiliário perder força ou experimentar uma crise de inadimplência, por exemplo, é possível que os FIIs se depreciem no curto ou no médio prazos.

Também é preciso observar os impostos e taxas. O investidor pessoa física não recolhe imposto de renda sobre os rendimentos do fundo. No entanto, caso haja ganho de capital sobre as vendas das cotas, o imposto de renda não é isento e incide com alíquota de 20% sobre essa valorização. O imposto é apurado todos os meses e precisa ser pago até o último dia útil do mês seguinte.

Detalhes como esses, além da orientação precisa ao investidor, só são adquiridos com uma inteligente equipe de assessoria de investimentos.

A Monte Bravo conta com um time de assessoria especializada que indicará as melhores estratégias para o seu portfólio, de acordo com o seu perfil. Converse com nossos especialistas e invista com quem vai além por você, sempre.

Compartilhe

Quer saber como investir melhor o seu patrimônio?

Invista para potencializar as suas conquistas.

Leia também

  • 17

    sexta

    set

    17/09/2021

    MB Sócios

    O que a tensão entre os três poderes pode ensinar ao investidor?

    Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo. Se você conversar com uma pessoa nascida na década de 1960, talvez ela diga que sempre conviveu com instabilidades no Brasil. O mesmo padrão pode ser encontrado quando o bate-papo acontece com algum empresário e o tema são as crises econômicas. Com exceção de alguns períodos, de fato, […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 17

    sexta

    set

    17/09/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #17 | Elevação do IOF para o custeamento do Auxílio Brasil: O que muda?

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 16

    quinta

    set

    16/09/2021

    MB Sócios

    A diferença entre ser líder e chefe

    Por Filipe Portella, sócio-fundador da Monte Bravo. A primeira vez em que me vi responsável por uma equipe, pensei sobre quem eu queria ser para cada um deles. E essa reflexão me acompanha até hoje. Não é difícil encontrar pessoas que acreditam que ser chefe, criar distanciamento, centralizar decisões e conquistar autoridade pelo poder, é […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 10

    sexta

    set

    10/09/2021

    MB Sócios

    IPOs: entrar ou não entrar?

    Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo. O título pode até parecer um pouco ousado, mas a verdade é que a resposta para esta pergunta varia caso a caso. Não existe uma regra universal proibindo o investidor de entrar em uma oferta pública inicial, mas alguns pontos precisam ser analisados na tomada de decisão. Durante […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 10

    sexta

    set

    10/09/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #16 | As oscilações do mercado após sete de setembro e a preocupação com a economia americana

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 09

    quinta

    set

    09/09/2021

    MB News

    Entenda como as famílias de alta renda cuidam de seus patrimônios

    Leia o nosso artigo na revista ONNE Digital. Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 03

    sexta

    set

    03/09/2021

    MB Sócios

    Três questões no mundo para ficarmos atentos, segundo Hillary Clinton

    Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo. O mundo se tornou complexo de ser compreendido nos dias de hoje. A velocidade com que as informações são disseminadas e decisões são tomadas exige dedicação, seja de um profissional de qualquer área ou do investidor. Com exceção de alguns cientistas, arrisco dizer que poucos apostavam que teríamos […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 03

    sexta

    set

    03/09/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #15 | Semana de volatilidade e os impactos nos investimentos

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 02

    quinta

    set

    02/09/2021

    Economia

    Racionamento de energia elétrica e apagão no Brasil?

    A crise energética que o Brasil está vivendo é um dos destaques do noticiário nas últimas semanas. Especialistas alertam para reajustes na conta de luz. Outros chamam a atenção para algo ainda mais preocupante: Racionamento de energia e apagão. Na última quarta-feira (01.09), o vice-presidente Hamilton Mourão confirmou a possibilidade de maior controle sobre o […]

    Compartilhe

    Continue lendo

R. Min. Jesuíno Cardoso, 454 - 9° andar Vila Nova Conceição, São Paulo-SP, 04544-051, Fone (11) 3018-0960

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

1