10/06/2020 às 14:58

10

Quarta

Jun

4 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

Se você está entrando no mercado de investimentos, já deve ter ouvido bastante essa palavra. Conhecer o conceito de liquidez é tão ou mais importante que saber o conceito de rentabilidade.

No dicionário, o conceito é descrito como grau de negociabilidade de um título, uma ação ou um bem e sua possibilidade de conversão em dinheiro vivo a qualquer momento. 

Na prática, a liquidez é a capacidade que a aplicação tem de ser convertida em dinheiro. Quanto mais rápido for o processo de resgate do investimento, maior sua liquidez. Isso significa que quanto mais rápido for possível converter o ativo em dinheiro, mais líquido ele é. O que mede a liquidez de um investimento é o quão rápido é feita a conversão sem perda significativa de valor. 

O poder de acessar o dinheiro com facilidade é o que faz a diferença quando se trata de liquidez. E esse ponto é crucial. Afinal, não adianta você ter um investimento com um alto rendimento se você não consegue resgatá-lo. 

Em linhas gerais, quanto mais alto for o rendimento, menos liquidez ele tem. Isso torna importante diversificar sua carteira de investimentos, para que você tenha liquidez para curto, médio e longo prazo. 

Um investimento com menor liquidez é mais difícil de ser convertido em dinheiro, seja pela falta de compradores, seja pelo tempo necessário de liquidação. 

Importância da liquidez

Agora que já sabemos que liquidez é a possibilidade e facilidade de se resgatar o valor investido, vamos entender porque é importante conhecer o conceito na hora de investir. 

Um rendimento com uma boa liquidez é indicado para investidores que não conseguem deixar o dinheiro parado por muito tempo.

Um bom exemplo é o Tesouro Selic, um título público que acompanha a taxa de juros e pode ser resgatado no dia útil seguinte ao pedido (D+1). Ou seja, no dia seguinte ao pedido do resgate o dinheiro estará em sua conta. 

Como exemplo de investimento de baixa liquidez, podemos citar um imóvel. É preciso um longo período para que você consiga vendê-lo e para que tenha acesso ao dinheiro. 

Por isso, antes de investir em qualquer ativo é preciso que você tenha em mente quais são suas necessidades e se você prefere maior liquidez ou maior rentabilidade.

Liquidez X Rentabilidade 

Agora que você já sabe o que é liquidez, precisa aprender um outro conceito importante para os investimentos: rentabilidade. Muitas pessoas confundem os dois conceitos, mas um não está necessariamente ligado ao outro. Um investimento de alta rentabilidade pode ter baixa liquidez.

Enquanto liquidez é a capacidade do ativo ser transformado em dinheiro, a rentabilidade é o percentual de remuneração que será recebido.

Geralmente, os investimentos que possuem maior rentabilidade têm menos liquidez, sendo necessário investir em longo prazo para ter maior rentabilidade.

Por isso, ao investir, é necessário ter uma boa estratégia para verificar o que você quer priorizar: maior liquidez ou maior rentabilidade.

Se o seu objetivo é ter uma reserva de emergência, ou se você não sabe quando vai precisar do dinheiro, seu foco deve ser a liquidez. Caso você precise desse dinheiro em um curto prazo, você deve ter o resgate facilitado como objetivo.

Se você precisar resgatar investimentos, mas só tiver os com pouca liquidez, você terá que recorrer a empréstimos e terá de pagar juros. 

Mas, se você já tem uma reserva e quer investir pensando em longo prazo, deve procurar por investimentos com maior rentabilidade e menor liquidez.

E os riscos?

Se você aplica o dinheiro em um bem ou investimento e precisa resgatá-lo por um imprevisto, pode não conseguir fazê-lo dentro do prazo necessário, dependendo do tipo de investimento. Esse risco é chamado de risco de liquidez.

Por isso, planejamento é fundamental para minimizar esses riscos. Diversificar os tipos de investimentos também ajuda a diminuir riscos. Assim, você já sabe que terá à disposição ativos com diferentes tipos de prazos de resgate.

Liquidez nos investimentos

O que torna um investimento líquido são as regras para saque: aquele que permite saque a qualquer momento, sem grandes penalidades é um investimento com liquidez. 

Alguns pontos podem ser avaliados para verificar se um investimento tem maior ou menor liquidez: 

Carência

É um período pré-estipulado quando o saque não é permitido. 

Vencimento

É o tempo que o ativo precisa ficar aplicado para ter o rendimento prometido no ato da compra.

Prazo de resgate

É o período entre o pedido de resgate e o recebimento do dinheiro. Quanto maior forem os prazos, menor a liquidez do investimento. Mas lembre-se: investimentos com menor liquidez costumam ter maiores rendimentos. Portanto, é sempre importante ter em mente qual seu objetivo: poder resgatar a curto prazo ou ter maior rendimento. 

Este é um fator importante tanto para quem investe em renda fixa, quanto em renda variável. 

Renda fixa 

A aplicação de maior liquidez na renda fixa é a poupança, mas ela está longe de ter uma rentabilidade adequada, portanto, você deve fugir dela.

Quem está construindo uma reserva de emergência, uma boa alternativa de renda fixa é o Tesouro Selic. Esse investimento possibilita resgatar o dinheiro antes do vencimento sem descontos. Basta pedir o resgate e o dinheiro estará na sua conta em 1 dia útil. 

Alguns CDBs oferecem alternativas com liquidez diária. Porém, não são todos que oferecem essa opção, então é preciso pesquisar e estar atento. 

Outra alternativa a avaliar são os fundos de renda fixa, mas também não são todos os ativos que possuem liquidez diária. Fique atento à política do fundo para não ter surpresas. Avalie também as taxas abusivas, principalmente nos fundos DI, que podem corroer a sua rentabilidade.

Renda variável 

Investimentos em renda variável acabam tendo menor liquidez. Ações na bolsa de valores contém um pouco de tudo. Ações de grandes e conceituadas empresas que compõem o Ibovespa são mais líquidas, pois há mais procura por elas. Portanto, se você quiser vendê-las, terá facilidade para pedir o resgate, mas o potencial de retorno não é tão alto. 

Nas pequenas empresas, conhecidas como microcaps ou small caps, a liquidez é baixa porque não há grande procura pelas ações, o que torna as ações mais difíceis de vender, se necessário. 

Fundos de investimento 

Para descobrir a liquidez de fundos de investimentos, é necessário pesquisar sobre os prazos de cotização e liquidação dos fundos. 

Esteja atento: prazo de cotização é o tempo necessário para transformar as suas cotas em dinheiro. Prazo de liquidação é o prazo para transformar as cotas em dinheiro e a disponibilização do dinheiro na sua conta corrente.

Ainda em dúvida em como investir? Conte com nossa equipe, que irá entender suas necessidades e cuidar de seus investimentos da melhor forma!

Artigos Relacionados

  • 08

    Quarta

    Jun

    08/06/2022 às 15:59

    Investimentos

    Pessoas físicas dominaram os investimentos em Fiagros

    Compartilhe

    CompartilheOs Fiagros caíram no gosto dos investidores, especialmente, pessoas físicas. Um estudo da B3, a Bolsa de Valores brasileira, mostra que este perfil corresponde a 98% do volume investido na classe, que passou a marca dos R$2 bilhões.  Além disso, o levantamento ainda revela que desde a sua criação, em 2021, o número de investidores […]

    Continue lendo
  • 25

    Quarta

    Mai

    Como funcionam os ciclos econômicos no Brasil e como impactam investimentos? Entenda.

    25/05/2022 às 10:04

    Economia

    Como funcionam os ciclos econômicos?

    Compartilhe

    CompartilheOs ciclos econômicos são um dos assuntos mais importantes para o investidor. Isto porque eles são responsáveis por boa parte do direcionamento de fluxo de capitais, seja no Brasil ou em qualquer outro país. De forma resumida, compreender como funcionam os ciclos econômicos ajuda a entender para onde vai o dinheiro e como você pode […]

    Continue lendo
  • 30

    Quarta

    Mar

    Collar é estratégia de proteção (Crédito: Unsplash/Joshua Mayo)

    30/03/2022 às 16:14

    Investimentos

    O que é um Collar e para que serve?

    Compartilhe

    CompartilheO Collar é uma estratégia de defesa para o(a) investidor(a) que já possui ou deseja comprar um ativo como proteção. Nessa estrutura, quem investe consegue garantir que a posição seja mantida em caso de queda do mercado ao mesmo tempo em que possibilita as chances de ganhos, se houver valorização e aumento de preços. No […]

    Continue lendo
Invista com a gente

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

Fechar

Loading...

Fechar

1