Investimentos

COE: o polêmico ativo que gera dúvida a muitos investidores

14/01/2021

Compartilhe

Neste artigo, vamos fazê-lo entender de uma forma muito simples as principais características sobre os Certificados de Operações Estruturadas, ou simplesmente COE.

Os mitos sobre COE

Muito provavelmente você já ouviu dizerem por aí: “o COE não é um bom produto”. Falar que ele é bom ou ruim é generalizar demais.

Se a gente pensar bem, isso pode caber a todo e qualquer ativo se não analisarmos o que é adequado ao nosso perfil e aos nossos objetivos. Então, tudo vai depender das características de cada COE.

O seu assessor da Monte Bravo pode te auxiliar a escolher o que melhor se encaixa a você.

Não existem vantagens ao investir em COE

Por que isso seria um mito? Porque ao investirmos nesse produto, podemos obter retornos de renda variável e ainda com o nosso capital protegido. Vou explicar por partes: existem duas modalidades de COE, a primeira com capital protegido, que é quando há a garantia do valor que investimos.

Ou seja, no pior cenário, o investidor recebe de volta 100% do capital investido. E a segunda modalidade de COE é com capital de risco, quando há a possibilidade de perder o valor investido, mas atenção: o limite da perda é o limite do capital investido inicialmente.

Então, se optarmos pelo COE com capital protegido, temos a segurança de não perder o que investimos.

O COE é complexo

Embora a sua estrutura não seja a mais simples de se entender por conta de toda a sua combinação, saiba que não é necessário saber todas as informações técnicas de um COE.

Essa parte pode ser melhor compreendida pelo seu assessor, que irá te auxiliar a escolher o COE mais adequado para você.

Têm taxas mais elevadas que outros produtos

As taxas máximas embutidas nos COES podem variar de 0,5 a 2% ao ano, em linha com as taxas de administração dos fundos multimercado e fundos de ações. Vale lembrar que os COEs não possuem taxa de performance nem come-cotas.

Esses são os maiores mitos relacionados a esse produto. Além dessas características, vou citar algumas outras como a possibilidade de acessarmos mercados internacionais sem risco cambial.

Ou seja, você pode escolher um COE que te permita participar da alta da bolsa americana, por exemplo, mas sem correr o risco do dólar se desvalorizar.

Mas afinal, investir em COE vale a pena?

Outra vantagem é a de poder investir em um produto com aplicação mínima acessível.

Ao contrário de muitos Fundos Multimercado, por exemplo, que investem em renda fixa, junto a ativos de renda variável como ações, moedas, que muitas vezes tem aplicações mínimas mais altas, podemos encontrar COEs com mínimo de R$ 5.000,00.

Depois desses apontamentos, espero ter facilitado o entendimento sobre os Certificados de Operações Estruturadas. Gostaria de saber mais? Fale com o seu assessor da Monte Bravo para te auxiliar a escolher um COE totalmente adequado ao seu perfil de investidor, objetivos e preferências.


Invista com a melhor assessoria de investimentos do Brasil

Entre em contato com a Monte Bravo Investimentos e abra sua conta!


*Este artigo foi escrito por Marina Seixas, produtora de conteúdos da Monte Bravo.

Compartilhe

Quer saber como investir melhor o seu patrimônio?

Invista para potencializar as suas conquistas.

Leia também

  • 17

    sexta

    set

    17/09/2021

    MB Sócios

    O que a tensão entre os três poderes pode ensinar ao investidor?

    Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo. Se você conversar com uma pessoa nascida na década de 1960, talvez ela diga que sempre conviveu com instabilidades no Brasil. O mesmo padrão pode ser encontrado quando o bate-papo acontece com algum empresário e o tema são as crises econômicas. Com exceção de alguns períodos, de fato, […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 17

    sexta

    set

    17/09/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #17 | Elevação do IOF para o custeamento do Auxílio Brasil: O que muda?

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 16

    quinta

    set

    16/09/2021

    MB Sócios

    A diferença entre ser líder e chefe

    Por Filipe Portella, sócio-fundador da Monte Bravo. A primeira vez em que me vi responsável por uma equipe, pensei sobre quem eu queria ser para cada um deles. E essa reflexão me acompanha até hoje. Não é difícil encontrar pessoas que acreditam que ser chefe, criar distanciamento, centralizar decisões e conquistar autoridade pelo poder, é […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 10

    sexta

    set

    10/09/2021

    MB Sócios

    IPOs: entrar ou não entrar?

    Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo. O título pode até parecer um pouco ousado, mas a verdade é que a resposta para esta pergunta varia caso a caso. Não existe uma regra universal proibindo o investidor de entrar em uma oferta pública inicial, mas alguns pontos precisam ser analisados na tomada de decisão. Durante […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 10

    sexta

    set

    10/09/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #16 | As oscilações do mercado após sete de setembro e a preocupação com a economia americana

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 09

    quinta

    set

    09/09/2021

    MB News

    Entenda como as famílias de alta renda cuidam de seus patrimônios

    Leia o nosso artigo na revista ONNE Digital. Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 03

    sexta

    set

    03/09/2021

    MB Sócios

    Três questões no mundo para ficarmos atentos, segundo Hillary Clinton

    Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo. O mundo se tornou complexo de ser compreendido nos dias de hoje. A velocidade com que as informações são disseminadas e decisões são tomadas exige dedicação, seja de um profissional de qualquer área ou do investidor. Com exceção de alguns cientistas, arrisco dizer que poucos apostavam que teríamos […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 03

    sexta

    set

    03/09/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #15 | Semana de volatilidade e os impactos nos investimentos

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 02

    quinta

    set

    02/09/2021

    Economia

    Racionamento de energia elétrica e apagão no Brasil?

    A crise energética que o Brasil está vivendo é um dos destaques do noticiário nas últimas semanas. Especialistas alertam para reajustes na conta de luz. Outros chamam a atenção para algo ainda mais preocupante: Racionamento de energia e apagão. Na última quarta-feira (01.09), o vice-presidente Hamilton Mourão confirmou a possibilidade de maior controle sobre o […]

    Compartilhe

    Continue lendo

R. Min. Jesuíno Cardoso, 454 - 9° andar Vila Nova Conceição, São Paulo-SP, 04544-051, Fone (11) 3018-0960

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

1