17/08/2020 às 17:38

17

Segunda

Ago

3 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

A pessoa que pensa em investir seu dinheiro em qualquer forma diferente das convencionais – a poupança, por exemplo – costuma sentir insegurança para entender a lógica do mercado financeiro. São muitas siglas, regras e fatos que, da noite para o dia, passam a fazer parte de sua rotina. 

É nessa hora que entra o assessor de investimentos, um profissional capaz de orientar o investidor sobre quais caminhos seguir no momento de aplicar o seu dinheiro.

As dúvidas mais frequentes estão ligadas a fatores operacionais e conjunturais. Os fatores operacionais são aqueles relacionados à forma de investir. 

“Como faço para entrar no sistema do Tesouro Direto?” 

“O que preciso fazer para aplicar em ações?”

“Como me tornar um investidor de commodities?

Estes são alguns exemplos de questões formais, muito comuns entre quem está começando.

Já as interrogações conjunturais estão ligadas ao investimento propriamente dito: seus riscos, seus ganhos e seu comportamento de acordo com a cena econômica atual. Nos dois casos, o assessor de investimentos pode ajudar.

Este profissional é responsável por fazer a ponte entre a corretora e o investidor

Basicamente, suas funções são as seguintes:

  • Prospectar novos clientes;
  • atender pedidos de investimento e registrá-los na corretora;
  • apresentar o portfólio de investimentos da corretora ao investidor;
  • sanar as principais dúvidas do cliente;

O assessor pode ser pessoa física ou jurídica e ganha comissões por investimento registrado – portanto uma boa assessoria de investimentos costuma ter muitos clientes.

Um competente profissional da área deve reunir algumas características, como atualização constante a respeito do mercado de investimentos, boa capacidade de comunicação e disponibilidade. Como o cliente de primeira viagem costuma ser muito inseguro, é comum requerer muitas informações de seu assessor, e pelos mais diversos meios.

É importante não confundir a figura de um assessor com a de outros players no mercado de ações, como o corretor (responsável por gerenciar as aplicações propriamente ditas) ou a do consultor, que é remunerado diretamente pelo investidor e que tem a missão de fazer a análise técnica de cada opção adotada pelo cliente.

O assessor é, sim, um agente autônomo de investimentos, que intermedia as ordens dos clientes com os produtos comercializados no mercado financeiro.

Assim como a maioria dos prestadores de serviço, o assessor de investimentos também precisa de uma autorização (emitida pela Comissão de Valores Mobiliários) e de uma certificação (emitida pela Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias).

Como escolher um assessor?

Esta é uma dúvida muito frequente. Muita gente acaba escolhendo “o amigo do amigo”, e isso nem sempre dá certo. Cada investidor tem um perfil e é preciso eleger um assessor que tenha a sensibilidade de captar essas demandas e efetivamente assessorar nos rumos da aplicação.

A Monte Bravo dispõe do melhor time de assessoria de investimentos do Brasil. A empresa possui um rigoroso programa de recrutamento de profissionais sintonizados com as demandas do mercado, com as opções mais adotadas em renda fixa e renda variável, com o vaivém das ações e com o comportamento das commodities. 

Com mais de dez anos de atuação, a Monte Bravo traz segurança aos investidores de primeira viagem e confiança para aqueles mais experientes. Abra a sua conta agora mesmo e comece a investir o seu dinheiro com uma assessoria de confiança.

Como se tornar um Assessor de Investimentos?

Ficou em interessado em saber como se tornar um assessor profissional e qualificado? Bom, podemos te ajudar também!

Discutimos sobre o assunto em nosso podcast semanal sobre atualidades do mercado financeiro, o MB Capital. Convidamos Bianca Juliano, Head da Xpeed PRO da XP Inc., e Raquel Girotto, sócia e premiada assessora de investimentos da Monte Bravo. Com apresentação de Rebeca Nevares, sócia da Monte Bravo e fundadora do Ella’s Investimentos.

Ouça já:

Artigos Relacionados

  • 08

    Quarta

    Jun

    08/06/2022 às 15:59

    Investimentos

    Pessoas físicas dominaram os investimentos em Fiagros

    Compartilhe

    CompartilheOs Fiagros caíram no gosto dos investidores, especialmente, pessoas físicas. Um estudo da B3, a Bolsa de Valores brasileira, mostra que este perfil corresponde a 98% do volume investido na classe, que passou a marca dos R$2 bilhões.  Além disso, o levantamento ainda revela que desde a sua criação, em 2021, o número de investidores […]

    Continue lendo
  • 25

    Quarta

    Mai

    Como funcionam os ciclos econômicos no Brasil e como impactam investimentos? Entenda.

    25/05/2022 às 10:04

    Economia

    Como funcionam os ciclos econômicos?

    Compartilhe

    CompartilheOs ciclos econômicos são um dos assuntos mais importantes para o investidor. Isto porque eles são responsáveis por boa parte do direcionamento de fluxo de capitais, seja no Brasil ou em qualquer outro país. De forma resumida, compreender como funcionam os ciclos econômicos ajuda a entender para onde vai o dinheiro e como você pode […]

    Continue lendo
  • 30

    Quarta

    Mar

    Collar é estratégia de proteção (Crédito: Unsplash/Joshua Mayo)

    30/03/2022 às 16:14

    Investimentos

    O que é um Collar e para que serve?

    Compartilhe

    CompartilheO Collar é uma estratégia de defesa para o(a) investidor(a) que já possui ou deseja comprar um ativo como proteção. Nessa estrutura, quem investe consegue garantir que a posição seja mantida em caso de queda do mercado ao mesmo tempo em que possibilita as chances de ganhos, se houver valorização e aumento de preços. No […]

    Continue lendo
Invista com a gente

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

Fechar

Loading...

Fechar

1