Informe diário Monte Bravo Corretora — 17/06/2024 - Monte Bravo

Informe diário Monte Bravo Corretora — 17/06/2024

17/06/2024 às 10:24

17

Segunda

Jun

3 minutos de leitura
Compartilhar

Uma série de diretores do Fed deve falar nesta semana. Na frente de dados, as principais divulgações serão as vendas no varejo dos EUA na terça-feira (18), os pedidos semanais de seguro-desemprego na quinta-feira (20) e os PMIs preliminares na sexta-feira (21).

O presidente do Fed de Minneapolis, Neel Kashkari, disse ontem (16) que era uma “previsão razoável” que o Fed não reduziria as taxas de juros até dezembro, acrescentando que mais evidências eram necessárias “para nos convencer de que a inflação está realmente em caminho de volta para 2%.”

“Isso vai realmente depender dos dados”, disse Kashkari. “Estamos em uma posição muito boa agora para levar nosso tempo, [para] obter mais dados sobre a inflação, obter mais dados sobre a economia, sobre o mercado de trabalho, antes de termos que tomar qualquer decisão”

“Mas, se você apenas disser que haverá um corte, que é o que a mediana indicou, isso provavelmente seria para o final do ano”, concluiu.

O dólar está firme nesta segunda-feira (17), enquanto o euro pairava próximo a uma baixa de mais de um mês em meio a preocupações contínuas sobre a perspectiva política na Europa. O yuan se manteve próximo a uma mínima de vários meses depois que a China divulgou uma série de dados econômicos que apontaram para uma recuperação desigual na segunda maior economia do mundo.

Os investidores têm contemplado o risco de uma crise orçamentária no coração da zona do euro, à medida que partidos de extrema direita e esquerda ganham força antes da eleição parlamentar surpresa na França, pressionando a administração centrista do presidente Emmanuel Macron.

Os juros dos títulos do Tesouro dos EUA subiram após os comentários do presidente do Fed de Minneapolis, indicando que o banco central americano pode não reduzir as taxas de juros até dezembro. A taxa de juros do Tesouro a 10 anos está em 4,24% e a de 2 anos está em 4,71%.

O índice do dólar, que mede a moeda ante uma cesta de moedas pares, estava pouco alterado em 105,5.

Os preços do petróleo caíram nas negociações asiáticas na segunda-feira depois que uma pesquisa na última sexta mostrou uma demanda mais fraca dos consumidores dos EUA e à medida que a produção de petróleo em maio aumentou na China, o maior importador de petróleo bruto do mundo. Os futuros do Brent, referência global, caíram 0,4%, para US$ 82,33 por barril.

Os mercados asiáticos estavam majoritariamente em baixa na segunda-feira, enquanto a região avalia os principais dados econômicos da China. A segunda maior economia do mundo divulgou números de maio para suas vendas no varejo, produção industrial e taxa de desemprego urbano.

As vendas no varejo da China superaram as expectativas em maio, subindo 3,7% em comparação com o ano anterior — superando as expectativas de um aumento de 3% de uma pesquisa da Reuters com economistas.

No entanto, outras métricas econômicas, como produção industrial e investimento em ativos fixos, ficaram aquém das previsões. A produção industrial cresceu 5,6% ano a ano — abaixo do aumento de 6% esperado —, enquanto o investimento em ativos fixos subiu 4% em comparação com maio do ano passado — ligeiramente abaixo da previsão de 4,2%.

A taxa de desemprego urbano manteve-se estável em 5% em maio — inalterada em relação a abril e 0,2 pontos percentuais abaixo da de maio do ano passado.

Os mercados europeus abriram em alta na segunda, à medida que os investidores deixaram de lado o sentimento negativo da semana passada e aguardam a última decisão sobre as taxas de juros do Banco da Inglaterra. O índice pan-europeu STOXX 600 subiu 0,3% nas negociações iniciais. Os futuros das ações dos EUA estavam pouco alterados na manhã de segunda-feira, enquanto os traders iniciam uma semana encurtada pelo feriado.

Por aqui, na sexta-feira o Ibovespa subiu 0,08% aos 119.662 pontos, mas a semana foi de perda de 0,91%. No câmbio, o dólar subiu 0,25%, cotado a R$ 5,3821 e acompanhando o movimento da moeda no exterior frente aos principais pares. Na semana, o dólar avançou 1,08%.

Destaques do Boletim Focus do Banco Central (14/06/2024):

  • IPCA/2024 subiu de 3,90% para 3,96%, enquanto o IPCA/2025 subiu de 3,78% para 3,80%
  • PIB/2024 caiu de 2,09% para 2,08%, enquanto o PIB/2025 ficou estável em 2,0%
  • Dólar/2024 subiu de R$ 5,05 para R$ 5,13, enquanto o Dólar/2025 de R$ 5,09 para R$ 5,13
  • Selic/24 subiu de 10,25% a.a. para 10,50% a.a., enquanto a Selic/2025 subiu de 9,25% a.a. para 9,50% a.a.

Para acessar o relatório completo, clique aqui.

IMPORTANTE: A Monte Bravo Corretora de Valores Mobiliários S.A. (“Monte Bravo”) é uma instituição financeira autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil. Esta mensagem e eventuais anexos podem conter informações confidenciais destinadas a indivíduo e propósito específico, sendo protegidos por lei. Caso você não seja o destinatário ou pessoa autorizada a recebê-la, por favor, avise imediatamente o remetente e, em seguida, apegue o e-mail. É terminantemente proibida a utilização, cópia ou divulgação não autorizada das informações presentes neste e-mail. As informações nele contidas e em seus eventuais anexos são de responsabilidade do seu autor, não representando necessariamente ideias, opiniões, pensamentos ou qualquer forma de posicionamento por parte da Monte Bravo. Por fim, é imprescindível que o destinatário verifique este e-mail e todos os anexos em busca de possíveis vírus. A empresa/remetente não assume responsabilidade por quaisquer danos decorrentes da transmissão de vírus através deste e-mail.

Artigos Relacionados

  • 19

    Sexta

    Jul

    19/07/2024 às 08:55

    Investimentos

    Informe diário Monte Bravo Corretora — 19/07/2024

    📄 Para conferir o Informe Diário em formato PDF, clique aqui. Mercados As ações mundiais caíram ontem (18) com um aumento de incerteza global. A perda de impulso no setor de tecnologia, desencadeada pelo agravamento das tensões comerciais entre China e EUA, a incerteza sobre a campanha do presidente Joe Biden nos EUA e dados …

    Continue lendo
  • 18

    Quinta

    Jul

    18/07/2024 às 08:56

    Investimentos

    Fundos imobiliários híbridos: vale a pena investir?

    Imagine combinar a previsibilidade da renda fixa com investimentos na economia real, em ativos como edifícios e terrenos para futuros empreendimentos. É isso o que os fundos imobiliários híbridos oferecem a investidores. Esse tipo de investimento não é novo no mercado, mas ganha atratividade em um cenário de juros altos (que favorecem o rendimento dos …

    Continue lendo
  • 18

    Quinta

    Jul

    18/07/2024 às 08:55

    Investimentos

    Informe diário Monte Bravo Corretora — 18/07/2024

    📄 Para conferir o Informe Diário em formato PDF, clique aqui. Mercados Os futuros de ações dos EUA estão em leve alta na manhã desta quinta-feira (18), após a pior sessão do Nasdaq Composite desde 2022. O movimento ocorre  em meio a uma rotação dos investidores, que estão saindo das gigantes de tecnologia para empresas …

    Continue lendo

Fechar

Loading...