Investimentos

De olho na governança: funcionários felizes interferem em bom desempenho na bolsa

29/07/2021

Compartilhe

Enquanto muita gente reduz o conceito dos fundos ESG à questão da sustentabilidade, algo de novo vem mudando o cenário da letra G, de governança. Estudos de rotinas corporativas sinalizam que a satisfação dos colaboradores pode afetar positivamente o desempenho das companhias na bolsa. O contrário também é verdadeiro: funcionários insatisfeitos podem adiar o protagonismo da empresa no mercado financeiro.

Uma pesquisa da MarketPsych, consultoria de Singapura, revelou que empresas conhecidas pelas boas práticas de governança trabalhista se destacam entre as que mais conquistam bons indicadores na bolsa e têm menor oscilação no curto prazo. Já grupos que ainda mantêm estruturas precárias de trabalho, como algumas cadeias de fast food, são as que apresentam menor constância de rentabilidade ao longo do tempo.

A empresa cruzou balanços financeiros, informes para o mercado, comunicados internos e dados publicados em mídias sociais para chegar à conclusão de que a felicidade do time é diretamente proporcional ao desempenho das marcas no mercado.

A lógica é a seguinte: quando o trabalhador é valorizado, tem os direitos respeitados e trabalha em um ambiente agradável, ele costuma “vestir a camisa” da empresa de maneira orgânica, sem artificialismos.

Além disso, as políticas modernas de recursos humanos dão pontos para as companhias que criam essas condições positivas – respeito à diversidade, gestão salarial justa, planos de carreira, incentivo à capacitação e alinhamento com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Unesco.

No Brasil, a maior resistência ainda está em grupos familiares. Questões culturais que “blindam” as organizações gerenciadas “de pai para filho” impedem avanços expressivos nas relações de trabalho, nas políticas de compliance e nas relações com a concorrência. Entre essas práticas anacrônicas, podemos destacar o receio em compartilhar dados não-estratégicos com os colaboradores. 

Mas esse entendimento vem mudando aos poucos. A ampliação dos canais digitais de comunicação expôs questões que antes eram restritas aos corredores da empresa. O funcionário infeliz transparece isso para além das relações pessoais. Já o colaborador satisfeito também manifesta esse contentamento. Se antes a felicidade estava restrita ao círculo familiar e de amizade, agora o mercado também está de olho nisso. Bom para a empresa, bom para os investidores.


Invista com a melhor assessoria de investimentos do Brasil

Entre em contato com a Monte Bravo Investimentos e abra sua conta!


Compartilhe

Quer saber como investir melhor o seu patrimônio?

Invista para potencializar as suas conquistas.

Leia também

  • 17

    sexta

    set

    17/09/2021

    MB Sócios

    O que a tensão entre os três poderes pode ensinar ao investidor?

    Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo. Se você conversar com uma pessoa nascida na década de 1960, talvez ela diga que sempre conviveu com instabilidades no Brasil. O mesmo padrão pode ser encontrado quando o bate-papo acontece com algum empresário e o tema são as crises econômicas. Com exceção de alguns períodos, de fato, […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 17

    sexta

    set

    17/09/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #17 | Elevação do IOF para o custeamento do Auxílio Brasil: O que muda?

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 16

    quinta

    set

    16/09/2021

    MB Sócios

    A diferença entre ser líder e chefe

    Por Filipe Portella, sócio-fundador da Monte Bravo. A primeira vez em que me vi responsável por uma equipe, pensei sobre quem eu queria ser para cada um deles. E essa reflexão me acompanha até hoje. Não é difícil encontrar pessoas que acreditam que ser chefe, criar distanciamento, centralizar decisões e conquistar autoridade pelo poder, é […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 10

    sexta

    set

    10/09/2021

    MB Sócios

    IPOs: entrar ou não entrar?

    Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo. O título pode até parecer um pouco ousado, mas a verdade é que a resposta para esta pergunta varia caso a caso. Não existe uma regra universal proibindo o investidor de entrar em uma oferta pública inicial, mas alguns pontos precisam ser analisados na tomada de decisão. Durante […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 10

    sexta

    set

    10/09/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #16 | As oscilações do mercado após sete de setembro e a preocupação com a economia americana

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 09

    quinta

    set

    09/09/2021

    MB News

    Entenda como as famílias de alta renda cuidam de seus patrimônios

    Leia o nosso artigo na revista ONNE Digital. Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 03

    sexta

    set

    03/09/2021

    MB Sócios

    Três questões no mundo para ficarmos atentos, segundo Hillary Clinton

    Por Rebeca Nevares, Sócia da Monte Bravo. O mundo se tornou complexo de ser compreendido nos dias de hoje. A velocidade com que as informações são disseminadas e decisões são tomadas exige dedicação, seja de um profissional de qualquer área ou do investidor. Com exceção de alguns cientistas, arrisco dizer que poucos apostavam que teríamos […]

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 03

    sexta

    set

    03/09/2021

    MB Weekend

    MB Weekend #15 | Semana de volatilidade e os impactos nos investimentos

    Compartilhe

    Compartilhe

    Continue lendo
  • 02

    quinta

    set

    02/09/2021

    Economia

    Racionamento de energia elétrica e apagão no Brasil?

    A crise energética que o Brasil está vivendo é um dos destaques do noticiário nas últimas semanas. Especialistas alertam para reajustes na conta de luz. Outros chamam a atenção para algo ainda mais preocupante: Racionamento de energia e apagão. Na última quarta-feira (01.09), o vice-presidente Hamilton Mourão confirmou a possibilidade de maior controle sobre o […]

    Compartilhe

    Continue lendo

R. Min. Jesuíno Cardoso, 454 - 9° andar Vila Nova Conceição, São Paulo-SP, 04544-051, Fone (11) 3018-0960

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

1