26/08/2021 às 10:00

26

Quinta

Ago

3 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

“Não deixe ninguém dizer que você não pode fazer algo”. Essa é uma das citações mais famosas do empresário norte-americano Chris Gardner, homem que inspirou o filme “À procura da felicidade”, estrelado pelo ator Will Smith e o filho dele, Jaden Smith. 

O longa conta a história de Chris, que viveu nas ruas enquanto batalhava para sustentar o filho e realizar seus sonhos profissionais. A esposa o abandona, ele perde a casa e todos os bens materiais. O que lhe resta? A fé.

Na última semana, Chris Gardner participou do evento Expert XP 2021, falando sobre empreendedorismo, a pandemia em que vivemos, a importância do ESG (sigla em inglês para as práticas Ambientais, Sociais e de Governança) e muito sobre a importância da construção de relacionamentos duradouros.

Nesse artigo, vamos trazer a história e opiniões dele, que se tornou um empresário, investidor, corretor da bolsa, palestrante motivacional, escritor, filantropo, fundador e CEO da Gardner Rich & Co e dono de uma fortuna avaliada em mais de US $600 milhões. Acima de tudo, Gardner é aquele que nos ensina na prática que, para vencer na vida, é preciso ser persistente e nunca deixar de acreditar nos sonhos que nos motivam.

Muito além de sorte, essa história é sobre persistência, relacionamento e superação

Para Gardner, ter sucesso não tem nada a ver com ter sorte. Tem a ver com criar meios e oportunidades e, sobretudo, construir relações duradouras e verdadeiras, em vez de ficar esperando a grande chance da sua vida. “Relacionamentos podem fazer coisas que o dinheiro não pode. A construção de bons relacionamentos é importante entre empregadores e empregados, empresa e clientes. Em um mundo em que os negócios são muito parecidos, todo mundo é bom e a diferença é pequena entre você e seu concorrente, destacam-se as empresas que investem em relacionamentos”, afirma ele.

Bom, você já deve ter percebido a lição, certo? Converse com pessoas e crie suas próprias oportunidades. Não fique aguardando por uma grande chance, que pode nunca chegar. Construa relacionamentos sinceros com elas, independente da possibilidade de criar novos negócios ou não.  

Como Chris Gardner superou a maior crise e criou as oportunidades para o sucesso

Muito além de negócios e investimentos, o sucesso de Gardner se constrói em cima da superação. Ele teve uma infância difícil, marcada pela ausência do pai (que veio a conhecer apenas aos 28 anos), e teve como presença paterna um padrasto que abusava fisicamente dele, dos irmãos e da mãe. Por conta disso, decidiu que participaria ativamente da vida dos filhos, cuidando, principalmente, da educação deles. “A primeira e mais importante decisão que tomei na vida foi que meus filhos sempre saberiam quem era seu pai. Escolhi conscientemente quebrar todos os ciclos em que nasci: abandono e abuso infantil, alcoolismo, violência doméstica, medo, pobreza e analfabetismo”, conta Gardner em seu site.

Então, quando a mulher foi embora e, algum tempo depois, deixou o pequeno Christopher sob a tutela dele, mesmo com pouco dinheiro e sem perspectivas, Gardner se comprometeu a lutar e gerar oportunidades para criá-lo da melhor maneira possível.

Antes de tentar carreira em Wall Street, o empresário se alistou na Marinha dos Estados Unidos, onde trabalhou no corpo médico. Chegou a pensar em estudar Medicina, mas deixou o sonho de lado ao perceber que o curso exigia um investimento financeiro muito alto.

Anos depois, acabou se casando com uma estudante de odontologia e, por influência dela, começou a trabalhar como representante de vendas de equipamentos médicos. Inclusive, é nesse ponto que o filme começa a retratar a vida do filantropo. 

O ponto de virada

“A segunda decisão mais importante que tomei em minha vida foi que seria o melhor em tudo que fizesse. Isso me levou a uma carreira em Wall Street. Na verdade, 30 anos no setor de serviços financeiros”, enfatiza Chris em sua página.

A grande mudança na vida dele aconteceu quando viu uma Ferrari no estacionamento do hospital onde trabalhava e perguntou ao dono: “O que você faz e como você faz?”. Foi assim que conheceu Bob Bridges, um corretor bem-sucedido do mercado financeiro, que o apresentou a algumas pessoas de Wall Street. E, após um difícil período na vida pessoal – quando chegou até mesmo a ser preso por acumular multas de trânsito – ele conseguiu algumas entrevistas e iniciou como estagiário em uma empresa. Como era muito mal remunerado, não tinha condições de ter um lugar para morar com o filho, o que os obrigou a viver em abrigos, dormir em banheiros do metrô, e mesmo dentro do transporte público. 

“Neste mundo existem dois tipos de pessoas: aqueles que vêem um monte de estrume e o identificam como m**da e os que reconhecem ali uma boa quantidade de fertilizantes”, comenta Chris ao relatar sobre o início no mercado financeiro. Depois que conseguiu a licença para operar em Wall Street, a vida dele começou a melhorar. Anos depois, ele fundou a própria empresa.

“Está tudo bem cair, só não está tudo bem desistir.” Essa frase de Gardner é a tradução perfeita da sua jornada de sucesso. 

Insight milionário

“Há 35 anos eu uso dois relógios, e mais do que nunca, o agora é o mais importante. O que a pandemia nos ensinou, é que ninguém sabe quanto tempo nos resta.”

*Quer assistir à palestra completa de Chris Gardner na Expert XP 2021? Cadastre-se aqui e viva essa experiência conosco.

Artigos Relacionados

  • 08

    Quarta

    Jun

    08/06/2022 às 15:59

    Investimentos

    Pessoas físicas dominaram os investimentos em Fiagros

    Compartilhe

    CompartilheOs Fiagros caíram no gosto dos investidores, especialmente, pessoas físicas. Um estudo da B3, a Bolsa de Valores brasileira, mostra que este perfil corresponde a 98% do volume investido na classe, que passou a marca dos R$2 bilhões.  Além disso, o levantamento ainda revela que desde a sua criação, em 2021, o número de investidores […]

    Continue lendo
  • 25

    Quarta

    Mai

    Como funcionam os ciclos econômicos no Brasil e como impactam investimentos? Entenda.

    25/05/2022 às 10:04

    Economia

    Como funcionam os ciclos econômicos?

    Compartilhe

    CompartilheOs ciclos econômicos são um dos assuntos mais importantes para o investidor. Isto porque eles são responsáveis por boa parte do direcionamento de fluxo de capitais, seja no Brasil ou em qualquer outro país. De forma resumida, compreender como funcionam os ciclos econômicos ajuda a entender para onde vai o dinheiro e como você pode […]

    Continue lendo
  • 30

    Quarta

    Mar

    Collar é estratégia de proteção (Crédito: Unsplash/Joshua Mayo)

    30/03/2022 às 16:14

    Investimentos

    O que é um Collar e para que serve?

    Compartilhe

    CompartilheO Collar é uma estratégia de defesa para o(a) investidor(a) que já possui ou deseja comprar um ativo como proteção. Nessa estrutura, quem investe consegue garantir que a posição seja mantida em caso de queda do mercado ao mesmo tempo em que possibilita as chances de ganhos, se houver valorização e aumento de preços. No […]

    Continue lendo
Invista com a gente

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

Fechar

Loading...

Fechar

1