05/05/2022 às 12:06

05

Quinta

Mai

2 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

Nesta semana, o Comitê de Política Monetária do Banco Central brasileiro e o Federal Reserve, dos EUA, subiram os juros. O Copom subiu a meta para a Selic em mais 1 ponto percentual, para 12,75% ao ano. Já o Fed elevou em 0,50 ponto percentual as taxas de juros, para o intervalo entre 0,75% e 1%, o maior aumento nas taxas de juros desde 2000.

O presidente do Fed, Jerome Powell, acalmou o mercado com um discurso mais ‘dovish’, afirmando que as autoridades do banco não estão considerando uma alta de 0,75 ponto percentual nos juros nas próximas reuniões. O Copom, por sua vez, indicou que o ciclo de alta vai continuar em junho, mas em magnitude menor. O mercado acredita em mais uma alta de 0,5 ponto nos juros, levando a Selic para 13,25%.

Como Copom e Fed impactam na economia?

As altas dos juros têm impacto nos investimentos. Os juros básicos da economia brasileira são também o indexador principal dos rendimentos que incidem sobre as carteiras de renda fixa.

Até o início de 2021, o Brasil vinha em um declínio histórico da taxa de juros, que chegou ao patamar de 2%. A medida tentou facilitar o acesso ao crédito em um cenário de tamanha turbulência, enfrentada sobretudo pela pandemia de coronavírus.

Juros mais altos tornam o crédito mais caro, o que inibe o consumo da população. O objetivo é estimular a redução de preços e, consequentemente, a inflação. Juros altos, em geral, costumam provocar uma aversão ao risco em investidores, que acabam optando por mais ativos de renda fixa, por exemplo.

Já a elevação dos juros americanos impactam nos resultados de quem investe na bolsa. A tendência é a perda de capital para os Estados Unidos, uma vez que títulos públicos americanos, por exemplo, estão rendendo mais.

“É natural que, nesse primeiro momento, haja uma volatilidade no mercado e no dólar porque as mudanças e posições estão sendo absorvidas. No entanto, é importante avaliar as posições de carteira com um especialista, especialmente para quem tem mais aversão ao risco”, explica Luciano Costa, economista da Monte Bravo.  

Artigos Relacionados

  • 20

    Quarta

    Abr

    Spacs podem ser feitas no Brasil

    20/04/2022 às 16:44

    Outros

    O que são Spacs e como elas funcionam?

    Compartilhe

    CompartilheNo início do mês de abril, a Bolsa de Valores brasileira, a B3, divulgou um guia para a criação de Spacs no Brasil. Elas são companhias que não têm a pretensão de comercializar produtos ou desempenhar uma atividade diretamente. Com isso, a B3 referenda a visão de que não existe impedimento legal ou qualquer tipo […]

    Continue lendo
  • 14

    Quinta

    Abr

    14/04/2022 às 16:52

    Outros

    VTEX Day: insights para negócios

    Compartilhe

    CompartilheNesta semana aconteceu em São Paulo o #VTEXDay, evento que reúne as principais tendências de e-commerce e varejo do Brasil e do mundo. A Monte Bravo esteve presente na cobertura do evento para trazer para você os principais insights de negócios, tecnologia e liderança. 1 – Live shopping Com início na China, pela gigante Alibaba. […]

    Continue lendo
  • 06

    Quarta

    Abr

    06/04/2022 às 10:12

    Outros

    Planejamento patrimonial: como cuidar do futuro daqueles que amamos?

    Compartilhe

    CompartilheQuando você pensa no seu patrimônio, é possível que a proteção e a sucessão dele venha à mente. Afinal, aquilo que foi construído com tanta dedicação, merece ser cuidado. E esse é um dos pilares do planejamento patrimonial: garantir segurança e tranquilidade para você, sua família e seu patrimônio. Na Monte Bravo, cuidar do que […]

    Continue lendo
Invista com a gente

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

Fechar

Loading...

Fechar

1