Fed e Copom: como podem impactar os seus investimentos? - Monte Bravo

Fed e Copom: como podem impactar os seus investimentos?

05/05/2022 às 12:06

05

Quinta

Mai

2 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

Nesta semana, o Comitê de Política Monetária do Banco Central brasileiro e o Federal Reserve, dos EUA, subiram os juros. O Copom subiu a meta para a Selic em mais 1 ponto percentual, para 12,75% ao ano. Já o Fed elevou em 0,50 ponto percentual as taxas de juros, para o intervalo entre 0,75% e 1%, o maior aumento nas taxas de juros desde 2000.

O presidente do Fed, Jerome Powell, acalmou o mercado com um discurso mais ‘dovish’, afirmando que as autoridades do banco não estão considerando uma alta de 0,75 ponto percentual nos juros nas próximas reuniões. O Copom, por sua vez, indicou que o ciclo de alta vai continuar em junho, mas em magnitude menor. O mercado acredita em mais uma alta de 0,5 ponto nos juros, levando a Selic para 13,25%.

Como Copom e Fed impactam na economia?

As altas dos juros têm impacto nos investimentos. Os juros básicos da economia brasileira são também o indexador principal dos rendimentos que incidem sobre as carteiras de renda fixa.

Até o início de 2021, o Brasil vinha em um declínio histórico da taxa de juros, que chegou ao patamar de 2%. A medida tentou facilitar o acesso ao crédito em um cenário de tamanha turbulência, enfrentada sobretudo pela pandemia de coronavírus.

Juros mais altos tornam o crédito mais caro, o que inibe o consumo da população. O objetivo é estimular a redução de preços e, consequentemente, a inflação. Juros altos, em geral, costumam provocar uma aversão ao risco em investidores, que acabam optando por mais ativos de renda fixa, por exemplo.

Já a elevação dos juros americanos impactam nos resultados de quem investe na bolsa. A tendência é a perda de capital para os Estados Unidos, uma vez que títulos públicos americanos, por exemplo, estão rendendo mais.

“É natural que, nesse primeiro momento, haja uma volatilidade no mercado e no dólar porque as mudanças e posições estão sendo absorvidas. No entanto, é importante avaliar as posições de carteira com um especialista, especialmente para quem tem mais aversão ao risco”, explica Luciano Costa, economista da Monte Bravo.  

Artigos Relacionados

  • 13

    Segunda

    Mai

    13/05/2024 às 13:59

    Outros

    Chuvas no Rio Grande do Sul: como usar o Imposto de Renda para fazer uma doação

    Compartilhe

    CompartilheAs chuvas no Rio Grande do Sul já afetaram mais de 85% das cidades gaúchas e deixaram centenas de mortos e desabrigados. A população precisa de ajuda, e qualquer doação é bem-vinda. Além das contribuições diretas, você também pode fazer uma doação para o RS via Declaração de Imposto de Renda. Através do programa da …

    Continue lendo
  • 08

    Quarta

    Mai

    08/05/2024 às 19:40

    Outros

    Monte Bravo Analisa | Copom reduz taxa Selic para 10,50%  a.a.

    Compartilhe

    CompartilheApós a reunião desta quarta-feira (08), O Comitê de Política Monetária (COPOM) optou por reduzir a taxa Selic pela sétima vez consecutiva.  Conforme sinalizado, o Comitê de Política Monetária do Banco Central reduziu a taxa Selic em 25 p.b. trazendo a taxa Selic para 10,50% ao ano. No Comunicado, o COPOM justificou a decisão, da …

    Continue lendo
  • 20

    Quarta

    Mar

    20/03/2024 às 19:50

    Outros

    Monte Bravo Analisa COPOM – 20.03.2024

    Compartilhe

    CompartilheCopom reduz taxa Selic para 10,75%  a.a. Conforme sinalizado, o Comitê de Política Monetária do Banco Central reduziu a taxa Selic em 50 p.b. trazendo a taxa Selic para 10,75% ao ano. No Comunicado, o COPOM justificou a decisão, da seguinte forma:Ambiente externo segue volátil, marcado pelo debate sobre o início do corte de juros …

    Continue lendo

Fechar

Loading...