17/04/2020 às 12:01

17

Sexta

Abr

5 minutos de leitura
Compartilhar
Compartilhe

Será que investir na bolsa de valores é uma tarefa tão complexa quanto parece ser? Ou será que estudando um pouco sobre o tema já é possível fazer isso sem medo? Sabemos que essa atividade pode parecer bastante complicada, seja para quem nunca ousou tentar, ou para quem já faz, mas não entende exatamente como funciona.

Pensando nisso, preparamos um guia completo para iniciantes sobre como investir na bolsa. Assim, você pode se aprofundar no tema e, enfim, entender como aplicar o seu dinheiro de maneira objetiva e lucrativa.

O que é e como funciona a bolsa de valores?

Antes de tudo, entender como investir na bolsa, é fundamental entender o seu funcionamento. A bolsa de valores é um espaço para que investidores possam comprar e vender títulos, também chamadas de ações, que são emitidos por empresas. Além disso, outras atividades, como negociação de contratos e minicontratos, também podem ser feitas por esse ambiente.   

De forma 100% digital, o pregão eletrônico tem como objetivo organizar essas transações de mercado, garantindo às empresas, que abrem o capital, e ao investidor, que compra as ações, o recebimento dos valores operados. Tudo de maneira segura e eficaz.

O sistema utilizado pelos bancos e corretoras de valores, que conecta os seus usuários ao pregão on-line, chama-se Home Broker.

O que são as ações da bolsa de valores?

As ações são uma fração das empresas que abrem capital na bolsa de valores. Isso significa que ao comprar um destes títulos, você está adquirindo uma parte dos recursos financeiros que ela dispõe, seja em situações de lucro ou de perdas. É preciso entender que isso pode variar constantemente.

Ao comprar ações na bolsa de valores, é como se você  comprasse um ‘pedaço’ da empresa. Por isso, é tão importante você estudar sobre as relações dessa companhia no mercado antes de investir. Caso a empresa prospere, o seu investimento será valorizado, mas se acontecer o contrário, você também será prejudicado. 

Do lado das empresas, elas vendem essas ações para gerar mais recursos financeiros para operar as suas atividades. Elas contam com a vantagem de adquirir essa receita sem a taxação de juros imposta em empréstimos por instituições financeiras. 

O valor da cotação das ações irá depender, basicamente, da oferta e da demanda. A empresa precisa estabelecer a quantidade de títulos e um valor mínimo para os investidores aplicarem.  

Quais ações estão disponíveis na bolsa de valores?

As ações variam por tipos e contemplam diferentes perfis de investidores, que atendem ou não aos seus objetivos, acompanhe: 

Ações ordinárias

Encontradas pela sigla ON, são as mais comuns e conhecidas desse mercado, e atribuem ao investidor o poder de voto. Ou seja, você poderá influenciar e participar das reuniões da empresa para tomar decisões relativas a esse escopo. Você também terá direito a possíveis distribuições de lucros motivadas pela venda da empresa.

Ações preferenciais

Você terá uma participação maior nos proventos, porém, sem a possibilidade de participar das decisões da empresa, como acontece nas ações ordinárias. É o tipo de ação recomendada para quem deseja formar renda. 

Como começar a investir na bolsa de valores?

Agora que você, brevemente, já entendeu os significados de bolsa de valores e ações, está na hora de entender sobre como investir na bolsa. 

Em resumo, para saber como começar a investir na bolsa, você precisa se atentar a esses 10 passos:

  1. Estabeleça o seu objetivo;
  2. Defina uma corretora de valores para apoiá-lo nessa jornada;
  3. Abra a sua conta de investimentos;
  4. Faça a transferência do dinheiro que você disponibilizou para essa movimentação;
  5. Desenhe o seu plano de investimentos;
  6. Estude as empresas e o tipo de ações que deseja adquirir;
  7. Acesse o Home Broker
  8. Encaminhe a sua ordem de compra;
  9. Acompanhe os resultados da bolsa de valores; 
  10. Acesse os seus lucros ou perdas de investimentos. 

Parece simples olhando esse passo a passo. Mas entenda que há alguns detalhes dentro dessas etapas que você deve ter muita atenção, como vamos explicar ao longo do artigo. Lembre-se que, de qualquer forma, você pode contar com a contratação de uma assessoria de especialistas para realizar essas operações com mais segurança.

Como estabelecer o meu objetivo para investir na bolsa de valores?

Para começar a investir na bolsa você precisa entender qual o seu objetivo ao participar dessa concorrência de mercado. Em geral, considere as seguintes etapas para ajudá-lo a definir esse propósito:

Qual o seu limite? 

Aqui você precisa entender:

  • Quanto está disposto a investir;
  • Qual o seu rendimento desejado;
  • Qual o seu limite dentro das variações, entre perdas e lucros, você poderá experienciar.

Estude o seu patrimônio

Atue de forma realista e considere a sua situação financeira de forma justa. Se você tem alguma dívida pendente, distante de resolver, talvez não seja a hora de se arriscar tanto em determinados tipos de ações, por exemplo.

Seja detalhista

Ao estabelecer o seu objetivo, não considere apenas o lucro que deseja obter, mas também tenha prazos bem definidos para conquistá-los. Essa etapa irá ajudá-lo a reavaliar as suas atuações na bolsa periodicamente, entender as tendências do mercado e até mesmo confirmar as suas escolhas. Considere objetivos financeiros de curto, médio e longo prazo. 

Qual o seu perfil como investidor?

Conservador, moderado ou agressivo. Pense da seguinte forma: o conservador é aquele que tem como prioridade a segurança em como investir e a preservação do seu patrimônio. Que escolhe para a sua carteira produtos com risco mais baixo.

Já o moderado, é mais versátil, tem conhecimento maior das oscilações do mercado e considera a segurança, mas tolera riscos com prazo mais longo. 

Por fim, o perfil agressivo, que visualiza os seus investimentos como um patrimônio. Ele assume riscos e se prepara tecnicamente para acompanhar mais de perto todas as movimentações do mercado. 

Tenha um fundo de reserva

Independente do seu perfil, esteja consciente que as movimentações da bolsa de valores podem ter diferentes fatores. que você precisa estar preparado para enfrentar, sem prejudicar o andamento das suas atividades cotidianas. 

Como escolher uma corretora de valores para investir na bolsa de valores?

As corretoras de valores podem ser muito mais do que uma operadora de compra e venda das suas ações. Essas empresas podem oferecer uma verdadeira consultoria e assessoria para você investir com sucesso nas suas atividades na bolsa de valores. 

Considere alguns aspectos principais para eleger a sua corretora de valores:

  • Certifique-se de que a empresa está cadastrada na B3;
  • Pesquise sobre a reputação da empresa;
  • Conheça os serviços e ferramentas oferecidas;
  • Avalie o valor das taxas inclusas para a operação de todos os serviços contratados;
  • Teste os canais de atendimento disponíveis. 

Como abrir a sua conta de investimento e transferir o dinheiro a ser aplicado na bolsa de valores?

Vale lembrar que a corretora é apenas uma intermediária para as suas operações, o que significa que ela não recolhe valores desse montante estipulado para o investimento. 

A corretora de valores também vai auxiliar no acesso ao Home Broker, que só é possível a partir do cadastro junto a essa organização. A partir desse sistema, a sua ordem de compra será emitida. Independente disso, é importante que você entenda das funcionalidades da ferramenta para acompanhar melhor esse processo. 

Como estabelecer um plano de investimento na bolsa de valores?

A partir da definição do seu objetivo para investir na bolsa, você poderá começar a montar o seu plano de investimento. Ele nada mais é do que a ideia de como e onde você vai aplicar o seu capital nas ações disponíveis na bolsa de valores.

Além disso, nessa etapa entra também a necessidade de você estudar as empresas e os riscos que elas oferecem. Aqui, a indicação de um assessor especializado também pode ser uma grande vantagem para você começar esse processo, e também para atingir bons resultados sem tantas ameaças.

Investindo na bolsa de valores: acompanhe os seus resultados

Por fim, é a hora de acompanhar as suas realizações na bolsa de valores e desfrutar dos seus resultados. Agora é o momento que você irá perceber os benefícios e vantagens de movimentar os seus recursos a partir das aplicações.

Aliás, esteja atento, mesmo com a contratação de uma assessoria. Só assim você poderá aplicar os seus conhecimentos e ter mais autonomia para definir as suas próximas etapas e escolhas.

Dessa maneira, quando você descobre como investir na bolsa, mesmo sendo um iniciante, se atentar as etapas desta prática irá lhe dar mais segurança e capacidade de atingir novos objetivos financeiros.  

Artigos Relacionados

  • 08

    Quarta

    Jun

    08/06/2022 às 15:59

    Investimentos

    Pessoas físicas dominaram os investimentos em Fiagros

    Compartilhe

    CompartilheOs Fiagros caíram no gosto dos investidores, especialmente, pessoas físicas. Um estudo da B3, a Bolsa de Valores brasileira, mostra que este perfil corresponde a 98% do volume investido na classe, que passou a marca dos R$2 bilhões.  Além disso, o levantamento ainda revela que desde a sua criação, em 2021, o número de investidores […]

    Continue lendo
  • 25

    Quarta

    Mai

    Como funcionam os ciclos econômicos no Brasil e como impactam investimentos? Entenda.

    25/05/2022 às 10:04

    Economia

    Como funcionam os ciclos econômicos?

    Compartilhe

    CompartilheOs ciclos econômicos são um dos assuntos mais importantes para o investidor. Isto porque eles são responsáveis por boa parte do direcionamento de fluxo de capitais, seja no Brasil ou em qualquer outro país. De forma resumida, compreender como funcionam os ciclos econômicos ajuda a entender para onde vai o dinheiro e como você pode […]

    Continue lendo
  • 30

    Quarta

    Mar

    Collar é estratégia de proteção (Crédito: Unsplash/Joshua Mayo)

    30/03/2022 às 16:14

    Investimentos

    O que é um Collar e para que serve?

    Compartilhe

    CompartilheO Collar é uma estratégia de defesa para o(a) investidor(a) que já possui ou deseja comprar um ativo como proteção. Nessa estrutura, quem investe consegue garantir que a posição seja mantida em caso de queda do mercado ao mesmo tempo em que possibilita as chances de ganhos, se houver valorização e aumento de preços. No […]

    Continue lendo
Invista com a gente

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que utilizamos para melhorar sua experiência.

Fechar

Loading...

Fechar

1